Confira dicas de como aplicar responsabilidade afetiva em suas relações

Primeiramente, o termo “responsabilidade afetiva” popularizou-se nos últimos anos. Assim, trouxe em evidência uma importante discussão sobre relacionamentos. Isso porque é fundamental compreendermos o nosso papel na vida do outro.

Por isso, é  através dela que podemos construir relacionamentos saudáveis e satisfatórios. Além disso, é imprescindível entender que responsabilidade afetiva é diferente de reciprocidade amorosa. Dessa forma, refere-se muito mais à transparência e não pressupõe a necessidade de retribuir os sentimentos do outro.

5 passos fundamentais

  1. Alinhar expectativas
    “O que você espera desta relação? Em contrapartida, o que o outro espera de você?”“O que te incomoda de fato e o que é só uma quebra de expectativa?”

    “Você já expressou seus sentimentos? Além disso, explicou suas expectativas?”

     

  2. Transparência sobre os sentimentos
    “Você se sente à vontade para expressar seus sentimentos?”“Está guardando muitas mágoas e, assim, deixando o outro sem saber?”

    “Permite que o outro expresse seus sentimentos à vontade?”

  3. Comprometimento
    “Está se esforçando para manter uma relação saudável?””Entende seu papel na relação?”

    “Você está disposto a exercitar empatia nesta relação, mas realmente se colocar no lugar do outro?”

     

  4. Empatia
    “Se coloca no lugar do outro?””Respeita os sentimentos do outro, isto é, mesmo quando não os compreende?”

    “Realmente escuta o outro?”

  5. Autorresponsabilidade
    “Sabe identificar o que é sua expectativa e, por outro lado, o que é um erro do outro?””Compreende seu papel quando há uma falha na relação, assim, reconhecendo suas falhas?”

    “Consegue enxergar seus erros?”

Uma visão otimista para relação

Criamos expectativas sobre qualquer relação e nem sempre entendemos nossos sentimentos muito bem. Por isso, criar expectativas é normal. Por outro lado, o respeito é fundamental. É preciso aceitar que cada um é de um jeito e, além disso, expressar os sentimentos e conversar sobre as expectativas de ambos.

A responsabilidade afetiva reforça a importância de praticarmos pequenas atitudes respeitosas no dia a dia para manter uma relação saudável e evitar machucar as pessoas. É preciso lembrar que somos responsáveis pelos nossos atos e não podemos controlar os outros, por isso também devemos criar o melhor cenário para nós mesmos.

Quer criar novas relações saudáveis? Clique aqui e faça parte do Movimento do Otimismo!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POSTS RELACIONADOS

Camila Cavalcanti Palestra

Vitória Sobre o Silêncio: Fale Sobre o Câncer de Testículo

A Associação Partilhas e Cuidados em parceria com o Colégio Objetivo apresenta campanha de conscientização em combate ao câncer de testículo. Nesta quinta-feira (11) de abril de 2024, no Colégio Objetivo, localizado em Niterói, Camboinhas, receberá as apresentações. Assim como estarão presentes no local: Sandra Matinhos, fundadora e presidente da Associação Partilhas e Cuidados e Isaac Wellness, palestrante e especialista em Fadiga Oncológica para comunicar acerca do tema. Saiba mais em: Vitória sobre o silêncio: Fale sobre o câncer de testículo.

Leia Mais »