Saiba como adquirir qualidade de vida através da inteligência emocional

A inteligência emocional é considerada uma soft skill, ou seja, habilidades não relacionadas à capacidade técnica, mas sim ao comportamento humano. Assim, torna-se cada vez mais desejada. 

Aliás, tanto para um bom preparo para um mercado de trabalho como também para relacionamentos interpessoais. Ainda que seja muito vista ultimamente em vagas de trabalho, por que é relacionada ao comportamento humano, também beneficia no âmbito pessoal. Ou seja, é uma habilidade completa e multifuncional.

Por isso, desenvolver esta soft skill pode contribuir em diversos aspectos e áreas da vida. Isso porque permite que você tenha uma vida mais equilibrada e, consequentemente, saudável e tranquila.

Conheça os benefícios

A inteligência emocional foi muito negligenciada, mas ganhou espaço nos últimos anos, inclusive no âmbito profissional. Desenvolvê-la é importante e proporciona diversos benefícios. Confira alguns:

  • construção de relacionamentos mais bem resolvidos e tranquilos;
  • diminuição da ansiedade e estresse;
  • desenvolvimento do autoconhecimento;
  • maior facilidade para definir seus objetivos;
  • potencialização da habilidade de ter empatia pelo próximo;
  • aumento da produtividade e melhor controle de tempo;
  • tendência à adotar um estilo de vida saudável através de alimentação e atividades físicas;
  • aumento da capacidade de ser otimista.

Na prática

Agora que já conheceu os benefícios, você deve estar se perguntando: “Afinal, como desenvolver a inteligência emocional?”

Primeiramente, é importante entender o conceito e realmente querer adquirir este conhecimento para desenvolver a habilidade. Então, é possível encontrar ensinamentos com facilidade, pois existem diversas opções de cursos e livros disponíveis na internet.

A inteligência emocional pode evoluir e aumentar, através de alguns hábitos e técnicas. O primeiro passo é focar no autoconhecimento, atentando-se para os seus sentimentos, seu corpo e comportamento.

Além disso, um dos principais pilares desta inteligência é a ideia de “responder” ao invés de “reagir”. Isso porque ao lidarmos com uma situação, a primeira reação é do cérebro emocional, somente depois o racional. Dessa forma, “responder” efetivamente deve ser um processo consciente em que você percebe e analisa como se sente, depois decide como se comportar.

Gostou deste conteúdo? Acompanhe também nossas redes sociais e fique por dentro de assuntos como este e muito mais sobre o Movimento do Otimismo!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POSTS RELACIONADOS

Camila Cavalcanti Palestra

Vitória Sobre o Silêncio: Fale Sobre o Câncer de Testículo

A Associação Partilhas e Cuidados em parceria com o Colégio Objetivo apresenta campanha de conscientização em combate ao câncer de testículo. Nesta quinta-feira (11) de abril de 2024, no Colégio Objetivo, localizado em Niterói, Camboinhas, receberá as apresentações. Assim como estarão presentes no local: Sandra Matinhos, fundadora e presidente da Associação Partilhas e Cuidados e Isaac Wellness, palestrante e especialista em Fadiga Oncológica para comunicar acerca do tema. Saiba mais em: Vitória sobre o silêncio: Fale sobre o câncer de testículo.

Leia Mais »